A história da empresa Carl Zeiss

A oficina de mecânica e óptica de precisão, inaugurada por Carl Zeiss em Jena no ano de 1846, já gozava de um período de prosperidade durante os seus primeiros anos. Os feitos científicos de Ernst Abbe originaram a evolução gradual de um interveniente global na área da óptica. O período de sucesso continuou durante um século. A divisão forçada da Alemanha, como consequência das circunstâncias políticas, após a Segunda Guerra Mundial, originou a existência de duas empresas Carl Zeiss.

Com a alteração política na antiga República Democrática Alemã, em 1989/90, as duas empresas concorrentes voltaram-se a unir para formar uma única empresa, em 1990. Unida, a Carl Zeiss tornou-se mais forte do que nunca, na sua história. Nos dias de hoje, a empresa olha para o futuro com optimismo e expectativa.

Como começou

No dia 17 de Novembro de 1846, o mecânico Carl Zeiss, de 30 anos, abriu uma oficina e uma pequena loja em Jena, Neugasse, no N.º 7. Numa questão de meses, Zeiss, que não só tinha uma base teórica solidificada e uma boa experiência prática como, também, bons contactos com cientistas e matemáticos na Universidade de Jena, tinha, já, encontrado uma clientela para quem reparava aparelhos e instrumentos científicos, ou os produzia de acordo com as especificações do cliente. Além disso, Zeiss fornecia também óculos, balanças químicas, aparelhos de desenho, telescópios, etc.
Em 1847, o sucesso do negócio encorajou Zeiss a contratar um assistente e um aprendiz, e a arrendar duas salas de trabalho em Wagnergasse, no N.º 34. No Verão de 1847, seguindo o conselho do seu professor, o botânico Mattias Jacob Schleiden, Zeiss dedicou a sua atenção a construir um microscópio simples. Em Setembro de 1847, havia construído os primeiros microscópios simples.



No início da década de 1850, registou-se um aumento na procura de instrumentos de observação provenientes das oficinas Zeiss, que, agora, desfrutavam de uma boa reputação entre os microscopistas devido ao seu trabalho minucioso. Na altura, o nível de interesse demonstrado, por profissionais médicos e cientistas, em microscópios compostos estava em crescendo, pois estes eram os únicos instrumentos que proporcionavam as ampliações superiores desejadas.O método moroso e de tentativas, necessário para construir sistemas ópticos, impediu, numa primeira fase, que Zeiss construísse tais instrumentos, pois estava convencido que deveria existir uma qualquer forma científica para determinar os elementos individuais dos sistemas ópticos. Contudo, a concorrência forçou-o a construir microscópios compostos, da maneira tradicional, a partir de 1857.

Os primeiros anos

A Carl Zeiss é uma empresa com uma longa tradição, criada por Carl Zeiss, em 1846, em Jena, como uma oficina de mecânica e óptica de precisão.

A partir de 1872, os microscópios fabricados em Jena foram produzidos com base em cálculos científicos e, assim, demonstravam propriedades ópticas consideravelmente melhoradas. Este avanço tecnológico, que concedeu reconhecimento global à empresa, é atribuída ao físico e matemático Ernst Abbe, que se tornou sócio oculto da oficina óptica, em 1876.

A teoria de Abbe, da formação da imagem no microscópio, e a «condição sinusoidal», do mesmo autor, formam a base da óptica de desempenho elevado.

Este website usa cookies. Cookies são pequenos arquivos de texto criados pelos websites e armazenados em seu computador. O uso de cookies é uma prática comum que permite melhorar o desempenho e a visualização dos sites. Ao navegar em nossos sites você está concordando com o seu uso. mais