Back To Top
Progressive Lenses

Produtos ZEISS

Vale a pena ver melhor: Lentes para óculos, revestimentos e instrumentos de diagnóstico da ZEISS

mais

Entre em contacto

Tem interesse na Parceria ZEISS ou já é cliente da ZEISS e gostaria de fazer alguma pergunta?


Tem alguma dúvida?

Tópicos

  • i.Profiler
  • DuraVision Platinum
  • i.Demo
  • i.Terminal 2
  • Lentes para escritório
  • Lentes progressivas
  • i.Scription
  • Lentes monofocais ZEISS
  • Tratamentos
  • Capas

Lentes progressivas

As lentes progressivas são produtos de alta tecnologia – saiba mais sobre o processo de produção das progressivas ZEISS.

1. Desenho de potências

Desenvolvimento de um desenho de potências

As lentes progressivas são produtos de alta tecnologia. O ponto de partida no desenvolvimento de uma lente progressiva é o desejo de alcançar um determinado desenho de potências – tanto para uso geral quanto para tarefas especiais, por exemplo o trabalho em frente ao computador.

Para calcular um novo desenho de potências, é necessário resolver um sistema de equações com centenas de variáveis e possivelmente milhares de equações. São necessárias funções "spline" extremamente complexas para a concepção da estrutura de potências das lentes progressivas.

Entretanto, apenas este processo computacional não é suficiente para criar um novo desenho de potências. O projetista ótico precisa adaptar constantemente a superfície computada à superfície desejada – um processo conhecido como iteração. Os cálculos matemáticos extremamente intrincados necessários para a criação de uma nova superfície progressiva podem ser realizados somente por computadores extremamente avançados.

Se os matemáticos de hoje dispusessem somente da ajuda computacional de há 50 anos, levariam 27 milhões de anos a encontrar a solução de uma simples fase do processo de iteração!

expandirexpandir
recolherrecolher

2. Da teoria à prática

Na produção das lentes progressivas, um gerador especial de forma livre transfere o novo desenho de potências computado para as lentes semiacabadas ou para as formas.

São necessários testes de produção complexos para a produção dos primeiros protótipos utilizáveis: toda a superfície progressiva é medida com máquinas de medição especiais, permitindo o ajuste dos valores medidos aos dados matemáticos da superfície progressiva especificada. Somente após a finalização deste complicado procedimento de ajuste é possível obter os primeiros protótipos utilizáveis para testes de uso.

Nos testes de uso é possível verificar o grau de tolerância do utilizador à nova lente progressiva. Se a taxa de tolerância à nova lente for baixa, o desenho é modificado e o ciclo de desenvolvimento recomeça do início.

3. Lapidação da superfície progressiva

Atualmente, as lentes de precisão individualizadas são produzidas com a tecnologia freeform da ZEISS, tanto para lentes orgânicas como para lentes minerais.


 

Este website usa cookies. Cookies são pequenos arquivos de texto criados pelos websites e armazenados em seu computador. O uso de cookies é uma prática comum que permite melhorar o desempenho e a visualização dos sites. Ao navegar em nossos sites você está concordando com o seu uso. mais

OK