Fitting ZEISS Lenses

Ajuste das lentes ZEISS

Para garantir o máximo conforto, deve ser seguido um procedimento de ajuste adequado a cada tipo de lente. As seguintes recomendações para centralização das lentes ZEISS têm em conta os requisitos aplicáveis em termos de centralização, centro de rotação e campo de visão.

Vision Animations: Os seus óculos adaptados a você

1. Ajuste anatômico

Ajuste anatómico

Após o ajuste anatómico preliminar dos óculos, a armação selecionada deve ter:

  • a distância ao vértice da córnea ajustada entre 12 e 16 mm; e
  • o ângulo pantoscópico ajustado entre 8° e 12°.

 

As lentes ZEISS são projetadas para estes parâmetros, a não ser que sejam especificados parâmetros pessoais diferentes para lentes customizadas. Nem sempre é possível usar estes valores recomendados, como nos casos de condições anatómicas especiais ou em armações com formas incomuns. Nesse caso, a ótica deve ter isso em atenção na refração e no pedido das lentes.

2. Centralização horizontal

Centralização horizontal de lentes ZEISS sem potência prismática

Centralização horizontal de lentes ZEISS sem potência prismática

Centralização horizontal de lentes ZEISS sem potência prismática

A distância de centralização deve corresponder à distância interpupilar quando o paciente está olhando para o infinito (DP para longe).


Isto aplica-se a todas as lentes ZEISS:

  • Lentes monofocais para visão de longe ou de perto
  • Lentes officelens, as lentes para atividades de perto
  • Lentes progressivas
  • Lentes bifocais e trifocais


É uma prática comum usar os pontos extremos dos segmentos como pontos de referência na centralização horizontal. Estes pontos são marcados a uma distância nasal de 2,5 mm a partir da DP para longe.

3. Centralização vertical

Centralização vertical de lentes ZEISS

1. Postura natural da cabeça
2. Postura da cabeça para marcação da centralização vertical de acordo com o "requisito do centro de rotação" (plano da armação perpendicular)

Centralização vertical de lentes ZEISS

Lentes monofocais e lentes para escritório
O "requisito do centro de rotação", ou seja, no caso em que a lente é centrada quando o eixo ótico passa pelo centro de rotação ótico dos olhos, deve ser respeitado no ajuste das lentes monofocais e lentes para escritório. Existem duas maneiras de determinar a centralização vertical:

 

  • O paciente levanta a sua cabeça até que o plano da armação fique perpendicular ao chão. Os centros das pupilas são então marcados com os olhos do paciente na posição primária (olhando diretamente para a frente, em linha reta).
  • Com o paciente mantendo a postura natural da cabeça e do corpo, as posições dos centros das pupilas são marcadas na posição primária (olhando diretamente para a frente, em linha reta).

Nesse caso se aplica a regra seguinte: por cada grau de inclinação da armação (ângulo pantoscópico), o ponto ótico de centralização deve ser deslocado em 0,5 mm para baixo, a partir da posição primária.

Nas lentes ZEISS officelens, o círculo de medição da visão de perto deve permanecer totalmente intacto. Por outras palavras, a altura mínima de centralização, medida a partir da borda inferior da armação, deve ter pelo menos 18 mm.

Centralização vertical de lentes multifocais

Centralização vertical de lentes bifocais, trifocais e progressivas ZEISS, com o corpo e a cabeça em postura natural

Centralização vertical de lentes multifocais

Lentes progressivas
Para a centralização de lentes progressivas, as posições dos centros das pupilas são marcadas com os olhos do paciente na posição primária (olhando diretamente para a frente, em linha reta) e com a cabeça e o corpo em postura natural. Para garantir a utilidade da zona de leitura, a altura mínima entre a cruz de centro e a borda inferior da armação deve ser de 23 mm para todas as lentes progressivas.

 

Lentes bifocais e trifocais
Nas lentes bifocais, é marcada a altura da borda inferior da íris e, nas lentes trifocais, altura da borda inferior da pupila.[RC1]  A marcação especifica a altura do topo do segmento, de acordo com a qual as lentes são montadas na armação. As necessidades pessoais do paciente devem ser sempre levadas em consideração na determinação da altura dos segmentos de visão de perto.
Para garantir um campo de visão binocular ideal, devem ser tidas em consideração as alturas diferentes resultantes de condições anatómicas especiais.


expandir
recolher

4. …com potência prismática

Centralização de lentes ZEISS com potência prismática

Centralização de lentes ZEISS com potência prismática

Nas prescrições prismáticas, os pontos de centralização determinados devem ser deslocados em 0,25 mm por cada 1 cm/m na direção oposta à base do prisma. Isto tem em conta o movimento dos olhos nas lentes prismáticas.

PD Centration of ZEISS Lenses with Prismatic Power

PD Centration of ZEISS Lenses with Prismatic Power

Na ótica
Se a armação de prova não for colocada a zero durante a refração, para considerar os efeitos prismáticos, usa-se o termo "centralização DP". Neste caso, deve ser realizado não apenas o procedimento já mencionado (deslocamento de 0,25 mm por 1 cm/m na direção oposta à base do prisma), como também deve ser feito um comentário no pedido da lente, indicando que foi realizada a centralização DP e que não foram considerados os efeitos prismáticos. Isto é necessário porque, durante a refração, atuam não apenas os prismas de correção, como também os efeitos prismáticos das lentes esféricas e cilíndricas de prova, caso a armação de prova não tenha sido colocada a zero corretamente.

 

Na ZEISS
A ZEISS tem isto em consideração ao calcular e produzir as lentes. É possível que um código específico seja alocado aos clientes, indicando à ZEISS que todos os pedidos de lentes prismáticas são feitos com base na centralização DP e, assim, não será necessário incluir nenhum comentário nos pedidos de lentes.

Formula Centration of ZEISS Lenses with Prismatic Power

Formula Centration of ZEISS Lenses with Prismatic Power

Na ótica
Na "centralização com fórmula", a armação de prova é ajustada em 0,25 mm por 1 cm/m durante a refração. Para a centralização das lentes durante o acabamento, a regra acima (deslocamento de 0,25 mm por 1 cm/m na direção oposta à base do prisma) é adicionalmente aplicada.

 

Na ZEISS
Se nenhum comentário tiver sido feito no pedido ou nenhum código de "centralização DP" tiver sido alocado ao cliente, a ZEISS assumirá no cálculo e na produção das lentes que foi executada a "centralização com fórmula".

 

Dicas para a ótica
 
Para garantir uma produção exata das lentes prismáticas em casos especiais, é aconselhável fornecer todos os detalhes dos parâmetros usados durante a refração, num formulário de pedido especial da ZEISS. Os casos especiais incluem, por exemplo, altas potências dióptricas conjugadas com altas potências prismáticas, ou situações de refração em que não foi executada nem a centralização DP nem a centralização com fórmula.
 

expandir
recolher

5. … com i.Terminal 2

Centralização com i.Terminal 2

Revestimentos antirreflexo

O sistema de ajuste assistido por computador i.Terminal 2 pode ser usado para determinar todos os dados de centralização com extrema precisão, utilizando duas imagens de vídeo, com a cabeça e o corpo do paciente em postura natural. A posição correta dos pontos de centralização é calculada e apresentada com base no requerimento de centralização aplicável, na potência dióptrica e no tipo de lente.

Este website usa cookies. Cookies são pequenos arquivos de texto criados pelos websites e armazenados em seu computador. O uso de cookies é uma prática comum que permite melhorar o desempenho e a visualização dos sites. Ao navegar em nossos sites você está concordando com o seu uso. mais