Reconhecer problemas de visão

Miopia, hipermetropia, astigmatismo, entre outros: quais são os problemas de visão e como podemos corrigi-los?

Miopia, hipermetropia, presbiopia: as deficiências visuais podem manifestar-se de diversas formas. Por norma, as pessoas afectadas só gradualmente é que se apercebem destes problemas, mas às vezes é repentino: a visão diminui e esta degradação origina um esforço cada vez maior. Quem sofre de miopia tem dificuldade em ver à distância, ao passo que quem sofre de hipermetropia tem uma visão desfocada dos objectos próximos. O uso de dispositivos digitais, como smartphones ou portáteis, tem impacto na nossa visão e transformou os nossos hábitos visuais. É por esta razão que cada vez mais pessoas se queixam de fadiga visual digital ou de dificuldade em ver durante a condução. A MELHOR VISÃO explica: que tipos de deficiências visuais existem e quais as suas causas? O que podemos fazer para recuperar uma visão perfeita?

Existe toda uma série de desafios visuais com que nos podemos deparar ao longo da vida. Muitos deles são, em grande parte, inofensivos e podem ser corrigidos com o uso de óculos: miopia, hipermetropia, presbiopia e astigmatismo, entre outros. Este artigo aborda estes problemas de visão “normais”. No entanto, existem casos específicos que só podem ser tratados com cirurgia. Clique aqui e descubra tudo o que precisa de saber sobre as doenças oculares mais comuns...  

Como funciona um olho saudável

Para melhor compreender a miopia e a hipermetropia, primeiro temos de lhe explicar como funciona a nossa visão: para que possamos ver os objectos com nitidez, estes têm de ser projectados sobre a retina – e não antes nem para além desta. Vários factores estão envolvidos neste processo, incluindo o comprimento do globo ocular e a curvatura do cristalino e da córnea. Se a interacção entre estes elementos deixar de funcionar como deveria, surge a miopia ou a hipermetropia.

Miopia

Como se manifesta a miopia?
As pessoas que sofrem de miopia têm uma visão desfocada dos objectos distantes, mas vêem os objectos próximos perfeitamente nítidos. 

Quais são as causas da miopia?
Existem várias causas para a miopia, sendo que a mais comum é originada por um globo ocular excessivamente alongado (miopia axial). A luz incidente não recai sobre a retina, mas antes desta. Resultado: a visão torna-se desfocada. Em casos raros, pode originar miopia refractiva. Neste tipo de miopia, o comprimento do globo ocular é normal, mas a córnea ou o cristalino são demasiado curvados, e é por isso que a imagem não aparece sobre a retina, mas sim antes desta – sendo, assim, vista como desfocada. Sabia que o termo “miopia” vem da palavra grega myops, que significa “rosto franzido”? Sem óculos, muitas pessoas míopes semicerram os olhos quando têm de olhar para longe para que consigam ver mais nitidamente – daí a expressão.

Olho com visão normal

Olho com miopia

Sabia que 21% da população mundial sofre de miopia? A miopia é, portanto, um dos problemas de visão mais comuns actualmente.

O que o pode ajudar caso sofra de miopia?
Regra geral, um par de óculos ou de lentes de contacto para ver ao longe com um ajuste perfeito podem ajudá-lo a ver objectos distantes com maior nitidez. O seu óptico pode realizar-lhe um teste de visão para descobrir rapidamente se sofre de miopia e recomendar-lhe os dispositivos de auxílio visual adequados a si. Através de cirurgia a laser é também possível corrigir a miopia, a hipermetropia e o astigmatismo.

Hipermetropia

Como se manifesta a hipermetropia?
A visão de perto é cansativa para os olhos. As pessoas hipermétropes normalmente vêem os objectos próximos desfocados. Passar muito tempo a ler, a fazer bricolage ou a olhar para um ecrã sem o auxílio de óculos pode, muitas vezes, provocar dores de cabeça. Embora as pessoas que sofrem de hipermetropia consigam ver nitidamente à distância, estas demoram algum tempo a ajustar a focagem entre objectos próximos e distantes.  

Quais são as causas da hipermetropia?
A causa mais comum – e quase sempre genética – da hipermetropia está relacionada com facto de o globo ocular ser muito curto (hipermetropia axial). Um olho hipermétrope relaxado não consegue reflectir objectos próximos sobre a retina, mas sim para além desta, o que faz com que pareçam desfocados. A hipermetropia refractiva é muito mais rara: neste caso, o globo ocular apresenta um comprimento normal, mas a córnea ou o cristalino não são suficientemente curvos para permitir que os objectos a curta distância sejam vistos com nitidez. O mesmo acontece na ausência do cristalino no olho, o que pode ser genético, mas também pode ter sido causado por um acidente ou doença.

Olho com visão normal

Olho com hipermetropia

O que o pode ajudar caso sofra de hipermetropia?
Regra geral, a hipermetropia pode ser corrigida com lentes monofocais, óculos de leitura ou lentes de contacto perfeitamente adaptadas, permitindo-lhe voltar a desfrutar de uma boa visão de perto. O seu óptico pode realizar-lhe um teste de visão para descobrir rapidamente se sofre de hipermetropia e recomendar-lhe os dispositivos de auxílio visual adequados a si.  

Presbiopia

Como se manifesta a presbiopia?
As letras pequenas tornam-se um enorme desafio e tem de segurar os textos à distância para que os consiga ler. Ler com pouca luz passa a ser uma tarefa muito exigente, os símbolos e os textos no ecrã do smartphone parecem desfocados e alternar entre objectos próximos e distantes torna-se cada vez mais difícil. Embora os sintomas da presbiopia sejam semelhantes aos da hipermetropia, a primeira apenas afecta pessoas a partir dos 40 anos, que é quando os músculos oculares começam a envelhecer. Algumas pessoas começam a notar sintomas mais cedo, outras mais tarde. A hipermetropia e a miopia são quase sempre hereditárias.  

Presbiopia

Quais são as causas da presbiopia?
A presbiopia ocorre com o envelhecimento natural do olho, normalmente a partir dos 40 anos: o cristalino perde elasticidade e, consequentemente, a capacidade de focar nitidamente os objectos a diferentes distâncias. Isto torna a leitura, especialmente a curta distância, muito mais difícil.  

Visão após os 40 anos

O que o pode ajudar caso sofra de presbiopia?
Geralmente, as pessoas com presbiopia – que não tenham outros problemas de visão como miopia ou hipermetropia – podem usar óculos com lentes monofocais para ver objectos tanto ao perto como ao longe e, assim, desfrutar de uma boa visão. No entanto, para as pessoas com presbiopia que sejam míopes ou hipermétropes e usem óculos, as lentes progressivas são geralmente a melhor solução, já que possuem áreas com diferentes tipos de correcção, permitindo uma visão nítida a qualquer distância: perto ou longe. Também poderá usar lentes de contacto multifocais e/ou lentes progressivas para corrigir a presbiopia. O seu óptico pode realizar-lhe um teste de visão para descobrir se sofre de presbiopia e recomendar-lhe os óculos ou as lentes de contacto para corrigir a sua visão. 

Astigmatismo

Como se manifesta o astigmatismo?
Os objectos próximos e distantes parecem distorcidos ou desfocados, os pormenores não são distinguidos e os pontos de luz assemelham-se a pequenas linhas ou barras. Muitas pessoas têm dificuldade em avaliar correctamente as distâncias.  

Quais são as causas do astigmatismo?
O astigmatismo normalmente é genético. Quando a córnea apresenta curvaturas em diferentes direcções e com diversos graus de intensidade, a visão uniforme e sem distorções fica comprometida. Na maior parte dos casos, o astigmatismo ocorre simultaneamente com a miopia ou a hipermetropia.

Olho com astigmatismo

O que o pode ajudar caso sofra de astigmatismo?
O astigmatismo pode ser corrigido com óculos, lentes de contacto ou cirurgia. As lentes oftálmicas para pessoas com astigmatismo apresentam um “cilindro”. Pode confirmar na sua prescrição se os seus óculos possuem um destes cilindros: os cilindros estão referenciados com a abreviatura “cyl”. O cilindro compensa a imagem desfocada para que possa voltar a beneficiar de uma visão normal. Dependendo do tipo de astigmatismo, poderá usar lentes de contacto moles ou rígidas ou lentes de contacto tóricas. Estas também possuem um cilindro, compensando assim a superfície curva. São igualmente conhecidas como lentes de contacto para astigmatismo ou cilíndricas. Também neste caso, o seu óptico possui os conhecimentos e os equipamentos necessários para lhe oferecer a solução perfeita para a sua visão. Se não for possível corrigir o astigmatismo com óculos ou lentes de contacto, este poderá ser corrigido através de cirurgia. Consoante o diagnóstico, o seu óptico pode recomendar-lhe a melhor cirurgia para si.  

Fadiga visual digital

Fadiga visual digital

Como se manifesta a fadiga visual digital?
A fadiga visual digital, também conhecida por Síndrome da Visão do Computador, faz-se sentir principalmente a partir dos 30 anos de idade através de dores de cabeça e no pescoço bem como ardor nos olhos ou vista cansada, durante ou após a utilização de dispositivos digitais.  

Quais são as causas da fadiga visual digital
O uso de tecnologia digital (como smartphones, e-readers e tablets) exige muito dos nossos olhos. Estes obrigam a uma distância de leitura bem menor do que, por exemplo, um livro. Além disso, em apenas uma fracção de segundo, os nossos olhos alternam entre visão de perto e de longe: entre os pequenos ecrãs – com minúsculas letras e informação compactada – e objectos distantes e vice-versa. Isto exerce uma grande pressão sobre os músculos ciliares e o cristalino que têm de se adaptar constantemente para permitir uma visão nítida a qualquer distância.  

O que o pode ajudar caso sofra de fadiga visual digital?
Para os casos de fadiga visual digital, uma solução seria usar lentes para ver ao longe com apoio especial para ver ao perto, tais como as Lentes ZEISS Digital. As nossas lentes progressivas ZEISS Precision também incluem esta tecnologia por defeito. [LINK zum Precision Portfolio]. Ambos os tipos de lentes foram especialmente desenvolvidos para dispositivos digitais como e-readers e smartphones: a optimização especial da zona de visão de perto tem em conta os movimentos típicos dos olhos bem como a curta distância de leitura exigida por estes aparelhos. O design destas lentes confere o apoio ideal aos músculos ciliares, facilitando assim a focagem a curtas e a longas distâncias. 

Problemas de visão durante a condução

Problemas de visão durante a condução

Como se manifesta a fadiga ocular durante a condução?
Ver nitidamente durante a condução é considerado extremamente cansativo. Conduzir à noite, em condições de fraca luminosidade ou com mau tempo cansa os nossos olhos, tal como os reflexos, por exemplo, da estrada molhada ou dos faróis dos veículos que circulam em sentido contrário. Isto pode gerar um sentimento de insegurança enquanto conduz, além de ficar com os olhos muito cansados após uma longa viagem.  

O nosso olhar tem de alternar frequentemente entre a estrada, o GPS, os espelhos e o painel de instrumentos. O mau tempo e as condições de baixa luminosidade dificultam, muitas vezes, a visão. Além disso, temos o incomodativo encandeamento, por exemplo, dos faróis de veículos que circulam em sentido contrário, da iluminação pública ou dos reflexos do piso molhado. Se os óculos não estiverem adequadamente ajustados ao utilizador, a fadiga ocular será ainda maior. Este efeito é agravado pela desidratação, assentos do carro ajustados incorrectamente e irritação ocular causada pelo ar condicionado ou aquecimento.

Como minimizar a fadiga ocular durante a condução?
Umas lentes especiais para condução podem minimizar o stress visual enquanto conduz, como as lentes ZEISS DriveSafe monofocais ou progressivas. Estas lentes ajudam-no a avaliar distâncias e situações de condução com maior rapidez, melhoram a sua visão nocturna, reduzem o encandeamento provocado pelo reflexo das luzes e garantem um ajuste rápido de focagem ao seu ambiente de condução.  

Tem uma boa visão?

Faça já um teste rápido à sua visão:

  • Sintoma: apenas consegue ver objectos e ler textos nitidamente se estes estiverem perto dos seus olhos?
    Causa: provavelmente sofre de miopia.
  • Sintoma: consegue ver bem os seus colegas, mas tem dificuldade em ler palavras num ecrã?
      Causa: é provável que tenha hipermetropia.
  • Sintoma: os pontos de luz não lhe parecem arredondados, mas sim alongados? Vê os objectos distorcidos? As luzes da via pública não apresentam um halo definido, mas sim desgastado e alongado?
    Causa: poderá ter astigmatismo.
  • Sintoma: de repente, começou a sentir dificuldade em alternar entre visão de perto e de longe, e vice-versa?
    Causa: poderá sofrer de presbiopia.
  • Sintoma: ao ler um texto a curta distância, este parece-lhe desfocado? Para ver com maior nitidez, tem de afastar objectos como livros ou o smartphone?
    Causa: presbiopia.
  • Sintoma: utiliza o smartphone com frequência? Sente ardor nos olhos à noite e tem dores de cabeça e no pescoço com frequência?
    Causa: provavelmente sofre de fadiga visual digital, pois está a exercer demasiada pressão sobre os músculos ciliares.
  • Sintoma: já não consegue distinguir claramente a sinalização rodoviária e sente-se desorientado com o encandeamento quando conduz?
    Causa: estes podem ser sintomas de miopia, ou de presbiopia em combinação com fadiga ocular causada pela condução.
  • Sintoma: sente-se mais cansado do que o habitual quando conduz, especialmente à noite? Tem a sensação de que já não consegue ver tão nitidamente?
    Causa: é muito provável que os seus olhos estejam sob pressão durante a condução. Isto pode ter origem em várias deficiências visuais, nomeadamente miopia, hipermetropia ou presbiopia. O astigmatismo também reduz a sua visão.  
O meu Perfil Visual Determine já os seus hábitos visuais e encontre a sua solução de lentes oftálmicas.
Encontre uma óptica ZEISS perto de si

Artigos relacionados

Fortes demais, fracas demais ou desajustadas: podem umas lentes para óculos erradas afectar os seus olhos? Várias queixas apontam para olhos cansados
Como são fabricadas as lentes oftálmicas? Desde lentes orgânicas a lentes de vidro da ZEISS – tudo o que precisa de saber sobre a produção de lentes oftálmicas

Compreender a visão 28/mar/2018

Tags:

Deficiência da cor vermelho-verde, daltonismo das cores vermelho-verde e daltonismo total Quais são os diferentes tipos de daltonismo e deficiências na visão de cores? E como podemos reconhecê-los?

Compreender a visão 29/nov/2017

Tags:

A história das lentes Desde as suas origens como “pedras de leitura” a um acessório de estilo de vida

Produtos relacionados