Procedimentos da Cirurgia à Catarata – Passo a passo – Riscos e Custos

Diretrizes para pacientes interessados na cirurgia à catarata

Atualmente, a cirurgia é o único método eficaz para o tratamento de cataratas. Esta é amplamente considerada segura e fiável. De facto, é o procedimento cirúrgico mais frequentemente realizado no mundo. Durante a operação, a lente natural enevoada é permanentemente substituída por uma pequena lente artificial, denominada lente intraocular (IOL). Este procedimento está devidamente estabelecido e em constante evolução com novas tecnologias: por exemplo, novos tipos de lentes intraoculares e dispositivos mais precisos para diagnóstico e imagiologia.

A remoção da catarata apresenta resultados francamente positivos e sustentáveis. Na maioria dos casos, a visão melhora pouco após a cirurgia. Contudo, tal como acontece com todos os procedimentos cirúrgicos, deverá manter alguns aspetos em mente. Leia as secções seguintes para saber mais sobre o processo de cirurgia da catarata e aquilo que acontece em cada passo do procedimento.

No caso das cataratas, o cristalino do olho torna-se gradualmente enevoado, provocando problemas de visão. A lente enevoada deve ser removida e substituída por uma lente intraocular para restaurar a visão. Veja o vídeo para saber mais sobre as alterações na lente natural e acerca do processo da cirurgia da catarata.

Submeter-se à Cirurgia da Catarata

O que acontece durante o tratamento

Há muitos anos que a cirurgia da catarata está comprovada como sendo um método de tratamento eficaz e seguro. Trata-se do procedimento cirúrgico mais comum a nível mundial, sendo um tratamento de rotina normalmente efetuado em regime ambulatório. Demora cerca de 15 a 30 minutos. A cirurgia é realizada num olho de cada vez. O segundo olho, caso também se encontre afetado por catarata, é normalmente tratado alguns dias ou semanas mais tarde.

Disponibilizamos aqui um guia passo a passo sobre tudo aquilo que acontece antes e durante o processo: desde os preparativos em casa até à saída da sala de operações.

Preparativos no dia da operação

No dia da operação, existem alguns aspetos a manter em mente:

  • Não use cremes, maquilhagem, aftershave nem perfume.
  • Use roupas normais e confortáveis.
  • Coma uma refeição ligeira, no máximo, cinco horas antes do procedimento e mantenha-se hidratado para garantir uma circulação estável para o procedimento.
  • Providencie transporte para após a cirurgia.

Aquando da consulta, será transportado até à sala de operações deitado numa cama para cirurgia. Normalmente, o procedimento não exige suturas, o que auxilia uma recuperação mais rápida. Após um breve período de observação no dia da cirurgia, poderá regressar a casa.

Passos da cirurgia

O que esperar

1. Medição

Medição ocular antes da cirurgia da catarata

Em primeiro lugar, alguns dias ou semanas antes da cirurgia, é efetuada a medição precisa do olho para calcular a graduação correta necessária para a lente intraocular.

2. Anestesia

Anestesia do olho

Imediatamente antes do procedimento ser-lhe-á administrada uma injeção ou gotas de anestesia, com vista a entorpecer o olho e garantir que o processo decorre de forma indolor. É utilizado um fixador de pálpebra para evitar que pestaneje durante a cirurgia. Para além disso, as suas pálpebras e a pele circundante serão desinfetadas.

3. Incisão da Córnea

Incisão da córnea

O cirurgião efetua uma pequena incisão de aproximadamente 2 mm na córnea para introduzir a IOL.

4. Proteção da parte Interior do Olho

Proteção da parte interior do olho

Para proteger estruturas intraoculares e criar espaço para ferramentas cirúrgicas, é injetada no olho uma substância gelatinosa denominada "Dispositivo Viscocirúrgico Oftálmico" (OVD). Os OVD protegem o endotélio corneal e outros tecidos durante a cirurgia, minimizando a interação entre tecidos e instrumentos.

5. Abertura do Saco Capsular

Abertura do saco capsular

Utilizando um bisturi fino, o cirurgião cria uma pequena abertura no saco capsular, onde se encontra a lente natural.

6. Facoemulsificação

Facoemulsificação

A lente com catarata é amolecida e desintegrada utilizando um pequeno dispositivo de ultrassom de alta frequência denominado "ponta de faco". De seguida, é removida utilizando sucção suave. Este passo é denominado facoemulsificação.

7. Inserção da IOL

Inserção da IOL

A lente intraocular é então cuidadosamente posicionada no saco capsular, onde se encontrava anteriormente a lente natural. As incisões cicatrizam por si mesmas.

8. Proteção do Olho Após a Operação

Proteção do olho após a operação

O cirurgião colocará um penso ocular de proteção sobre o seu olho.

Após o procedimento

O que esperar após a cirurgia da catarata

A recuperação após a cirurgia da catarata é relativamente curta – poderá demorar entre alguns dias e até um mês. Depende unicamente do paciente. Notará uma melhoria significativa da visão imediatamente após a operação. No entanto, poderá também apresentar uma visão desfocada e desconforto. Pode demorar alguns dias até que o olho se ajuste e a visão melhore. As lentes bifocais e trifocais normalmente requerem um período de ajuste mais longo, de várias semanas ou meses, até que a visão melhore completamente.
Para uma recuperação ideal, siga as instruções detalhadas do médico sobre como proteger o seu olho após o procedimento e não falte aos exames de acompanhamento.

Primeiros Passos Após a Cirurgia

Certifique-se de que segue estas instruções após a sua operação:
 
  • Providencie alguém que o transporte até casa após o procedimento.
  • Após o procedimento, tente fazer uma sesta longa para manter os olhos fechados e descansados.
  • Resista à tentação de esfregar os seus olhos caso sinta comichão.
  • Caso sinta algum desconforto ou dor ligeira, solicite ao seu médico um colírio ou um analgésico suave de venda livre.
  • Durante a consulta de acompanhamento, explique os seus sintomas ao médico.
Paciente a conversar com oftalmologista
Consulta de acompanhamento após a cirurgia à catarata

Imediatamente Após a Cirurgia

Após o procedimento, pode ser-lhe recomendada a utilização de um penso ocular ou uma proteção semelhante durante alguns dias. O seu médico poderá também receitar um colírio ou outra medicação para evitar a infeção e controlar a pressão ocular. Certifique-se de que utiliza esta medicação exatamente conforme receitado.
Médico a receitar colírios a um paciente
Os colírios podem ser utilizados após a cirurgia para prevenir infeções.

Relaxamento para uma Rápida Recuperação

Os médicos podem aconselhá-lo a descansar e a evitar atividades intensas, como dobrar-se, levantar objetos ou praticar exercício, bem como a não esforçar demasiado os olhos durante algumas semanas. Deverá evitar esfregar o olho ou causar pressão adicional no mesmo. Na primeira semana após a cirurgia, deverá evitar nadar ou utilizar banheira/jacuzzi para reduzir o risco de infeção. Para além disso, evite a exposição a agentes irritantes, tais como sujidade, pó e vento, e evite lavar o cabelo.

Algumas horas após a cirurgia, deverá ser possível trabalhar ao computador ou ver televisão durante um breve período de tempo. Contudo, nos primeiros dias após a operação, deverá evitar atividades passíveis de causar esforço nos olhos, tais como ler.

Casal idoso a relaxar
Permita que os seus olhos relaxem após a cirurgia

Exames de Acompanhamento

Normalmente, o seu médico irá querer examinar o olho num prazo de 24 horas após a cirurgia. A sua visão e a pressão ocular serão verificadas e serão transmitidas instruções sobre a utilização dos colírios receitados. Imediatamente após o procedimento a sua visão poderá estar desfocada, contudo, esta deverá melhorar ao longo dos primeiros dias após o tratamento.
 
Habitualmente, são agendados exames adicionais ao longo das semanas que se seguem, para monitorizar o processo de cura até que a sua visão esteja completamente estabilizada. Dependendo do tipo de lente intraocular , são normais entre uma a quatro consultas de acompanhamento no primeiro mês após a cirurgia. A última consulta de acompanhamento irá decorrer cerca de um mês após o procedimento de remoção da catarata.
Exame ocular de acompanhamento
No primeiro mês após a cirurgia da catarata, poderão ser necessários entre um a quatro exames de acompanhamento.

Exames regulares

Após os exames de acompanhamento, apenas necessitará de ir ao oftalmologista para check-ups periódicos, tal como acontecia antes da sua cirurgia.
 
Caso necessite de cirurgia às cataratas em ambos os olhos, o seu cirurgião aguardará normalmente alguns dias, ou mesmo até duas semanas, para que o primeiro olho recupere antes de efetuar o procedimento no segundo. Caso ainda sejam necessários óculos de correção após a cirurgia, estes deverão ser receitados apenas quatro a seis semanas após a mesma.
 
Informe o seu médico caso sinta:
 
  • uma dor forte no olho
  • ressurgimento de vermelhidão no olho
  • cefaleia ou náusea invulgar
  • deterioração considerável da visão
  • clarões de luz ou grande aumento de "flutuadores" na visão
Check-ups regulares pelo oftalmologista
São recomendados check-ups regulares com o seu oftalmologista após a cirurgia da catarata.

Complicações da Cirurgia da Catarata

Potenciais riscos e efeitos secundários

A cirurgia é um procedimento comprovado e estabelecido, sendo considerado seguro e menos impactante para o corpo. A maior parte dos pacientes decide submeter-se à cirurgia da catarata pelos seguintes motivos:

  • Melhoria da visão
  • Aumento da independência e mobilidade
  • Tranquilização face ao medo de ficar cego

Contudo, como acontece com todas as cirurgias, não está totalmente isenta de riscos e efeitos secundários. O seu oftalmologista pode explicar todos os possíveis riscos e decidirá se será elegível para a cirurgia da catarata.

Antes da cirurgia, ocorrerá um briefing médico com o cirurgião e o anestesista
Discuta os possíveis riscos com o seu médico.

Complicações e Riscos Gerais

Visto ser um dos tipos de cirurgias mais comuns, diversos cirurgiões efetuaram já milhares de procedimentos IOL. Escolher um cirurgião experiente poderá ter um impacto positivo no resultado da cirurgia e deixá-lo mais confortável.
 
De acordo com um estudo, 95% dos adultos ficam satisfeitos com os resultados. Tal como acontece com qualquer procedimento cirúrgico, os potenciais efeitos secundários poderão incluir sintomas como dor, infeção e inchaço, embora poucas pessoas sofram complicações graves. E, caso isso aconteça, é possível resolver a maioria dos casos com medicação ou um procedimento de acompanhamento. Para reduzir o risco de complicações após o procedimento, certifique-se de que segue as instruções transmitidas pelo seu cirurgião e reporte imediatamente quaisquer sintomas invulgares.
 
Existem alguns efeitos secundários que podem ocorrer imediatamente após a cirurgia:

Infeções e Complicações Menores

Após a cirurgia da catarata existe um risco de infeção, podendo ser necessária a administração de colírios para o tratamento. Consulte um oftalmologista caso sofra de inchaço excessivo ou de quaisquer outros efeitos indesejáveis. As restantes potenciais complicações são consideradas menores, podendo incluir:
 
  • Inchaço
  • Aumento da pressão no olho
  • Pálpebra caída

Normalmente, é possível resolver as complicações menores através de medicação e mais tempo de cura. Certifique-se de que comunica de imediato quaisquer alterações ao seu oftalmologista. Este poderá monitorizar o processo de cura e confirmar se necessita de qualquer medicação.

Médico a falar com uma paciente
Comunique quaisquer complicações após a cirurgia ao seu médico.

Fenómenos Luminosos Após a Cirurgia

Alguns pacientes poderão experienciar determinados fenómenos visuais como encandeamento ou halos imediatamente após a cirurgia da catarata, especialmente em condições de fraca iluminação. Halos são círculos brilhantes que rodeiam uma fonte luminosa, como faróis. O encandeamento, por sua vez, é luz que entra no olho interferindo com a sua visão, sendo mais suscetível de acontecer durante o dia.

Isto ocorre, por exemplo, ao conduzir à noite ou quando há uma luz artificial no escuro. Tipicamente, estes fenómenos atenuam-se dentro de algumas semanas ou meses após o procedimento, visto que o cérebro se adapta automaticamente à lente intraocular e efetua a compensação necessária. A maioria dos pacientes não se sente incomodado com os fenómenos luminosos.

Consulte o seu oftalmologista caso sofra de fenómenos luminosos após a conclusão do processo de cura.

Casal idosos num restaurante
Após a cirurgia da catarata, poderão surgir alguns fenómenos luminosos à noite.

Opacificação da Cápsula Posterior

A opacificação da cápsula posterior (PCO) é uma das complicações mais comuns da cirurgia da catarata. Resulta do crescimento e proliferação de células epiteliais da lente na cápsula aquando da cirurgia. Estas células podem migrar até à cápsula posterior, aproximando-se do eixo visual e podem causar uma redução da visão. Embora algumas pessoas denominem a PCO como uma "segunda catarata", não o é. Após a remoção de uma catarata, esta não regressa.

Felizmente, uma PCO pode ser facilmente tratada com um laser YAG (um tipo especial de laser que utiliza um cristal YAG frequentemente utilizado em medicina). O seu oftalmologista poderá efetuar este procedimento no seu consultório. É bastante eficaz, indolor e demora apenas alguns minutos.

Na maioria dos casos, a visão melhora no prazo de um dia. Caso a sua visão permaneça má após a operação com IOL, contacte o seu oftalmologista para discutirem em conjunto os próximos passos possíveis.

Custos da Cirurgia da Catarata

Qual deverá ser a importância do preço?

Se está a considerar a correção da visão, salientamos que não existe um preço padrão para a cirurgia da catarata. Os preços podem divergir consideravelmente dependendo de diferentes fatores. Embora os preços possam ser assustadores no início, recorde-se que se trata provavelmente de um investimento único na sua visão e que existe a possibilidade de estar abrangido pelo seu seguro de saúde.

O meu Seguro de Saúde Abrange a Cirurgia?

A possibilidade de o seu seguro de saúde abranger os custos da sua cirurgia da catarata varia de acordo com o fornecedor, país ou sistema regional. Muitas vezes, a cirurgia da catarata básica é considerada necessária do ponto de vista médico estando, portanto, abrangida pelos planos de saúde. Por outro lado, se planeia uma IOL de correção de presbiopia, deverá verificar se o seu seguro de saúde abrange o "pacote premium".

Fale com o seu médico e com a sua companhia de seguros para avaliar as suas opções. Alguns médicos também disponibilizam um plano de pagamentos para tornar a cirurgia da catarata mais acessível.

Fatores de Custo a Considerar

O custo de uma cirurgia da catarata depende de diversos fatores:
 
  • Procedimento de tratamento
  • O tipo de lente intraocular utilizada
  • Local
  • Cuidado antes e após a operação
  • Serviços incluídos

Caso tenha perguntas sobre preços, recomenda-se uma consulta pessoal ou telefonar para a clínica. Caso se reúna com um oftalmologista ou com um representante da clínica, pode também perguntar se o preço abrange um olho ou ambos, quais os exames que estão incluídos e quais os serviços adicionais oferecidos.

Consulta com o oftalmologista
Pergunte aos seus médicos quais os serviços que estão incluídos no preço da cirurgia.

Fatores a Considerar Aquando da Escolha de uma Clínica

Todas as pessoas classificam de forma diferente aquilo que consideram importante numa cirurgia da catarata. Alguns pacientes preferem clínicas a pouca distância, outros priorizam um período de espera reduzido. Muitos pacientes têm em consideração e procuram os fatores abaixo indicados aquando da escolha de uma clínica:

  • Especialidade: a atividade central da clínica e a formação e qualificações específicas do cirurgião
  • Experiência: o número total de operações efetuadas
  • Disponibilidade: a opção de se reunir com um potencial médico nas suas consultas, imediatamente antes da cirurgia e a sua flexibilidade (por ex., consultas em horário pós-laboral)
  • Materiais disponíveis: o tipo de lentes intraoculares disponíveis e a possibilidade de encontrar uma que se adeque a si
  • Relação: o facto de se sentir confortável com o médico e as respostas que obtém às suas perguntas
  • Preço: o facto de incluir cuidados antes e após o tratamento e em que medida
  • Recomendações: se a clínica possui boas análises e se é recomendada por médicos ou pacientes
  • Localização: a distância face ao local onde vive poderá aumentar os custos gerais, devido a despesas adicionais com deslocações e alojamento. Dependendo da região ou país onde vive, o seguro de cuidados de saúde poderá pagar a totalidade ou uma parte do tratamento
Casal à procura da clínica certa
Diferentes fatores desempenham um papel importante aquando da escolha de uma clínica.

Fatores a Considerar Aquando da Escolha de um Tipo de IOL

Uma das principais diferenças no resultado da cirurgia é o tipo de lente implantada em substituição da lente natural. Atualmente, estão disponíveis diferentes tipos de lentes intraoculares.
 
Para além das IOL monofocais padrão, normalmente abrangidas pelos seguros de saúde, existem atualmente IOL mais avançadas capazes de proporcionar pontos focais adicionais. Estas permitem que os pacientes vejam de forma nítida a diferentes distâncias. As IOL bifocais, EDoF e trifocais pertencem a esta categoria, normalmente não abrangida pelos seguros de saúde.
 
As IOL avançadas podem também possuir funções adicionais, permitindo-lhes adaptar-se melhor aos requisitos únicos de cada paciente, tais como as IOL asféricas e tóricas. Estas são utilizadas para melhorar a visão de contraste e corrigir o astigmatismo.
 
De forma geral, é possível afirmar que quanto maior o grau de independência e melhor a qualidade da visão proporcionados por uma lente intraocular, maior será o preço do implante. Tenha também em consideração os custos de óculos ou de outros auxiliares de visão de que necessite caso opte por uma lente que não proporcione total liberdade face ao uso de óculos.
Médico fala com paciente sobre lentes
O tipo da IOL selecionada afeta o preço da cirurgia.
O meu Perfil Visual Determine já os seus hábitos visuais e encontre a sua solução de lentes oftálmicas.
Informações sobre a sua IOL da ZEISS Informações sobre a sua IOL da ZEISS Recebeu o implante de uma lente intraocular da ZEISS e/ou gostaria de obter mais informações sobre as IOL da ZEISS?

Artigos relacionados

O que são Cataratas? Quando a visão fica enevoada
Causas e Fatores de Risco para Catarata Como prevenir cataratas
Diagnóstico e Tratamento de uma Catarata Preparação para a sua consulta
Escolher uma Lente de Catarata Apresentação de Lentes Intraoculares: quais as diferenças?
Perguntas frequentes O que deve saber sobre o tratamento da catarata