Potenciais riscos e custos da cirurgia ocular a laser

Descubra como diferentes tipos de cirurgias oculares se comparam

Potenciais riscos da cirurgia ocular a laser

Os efeitos secundários

A cirurgia ocular a laser é um método clinicamente comprovado e estabelecido para o tratamento de erros refrativos, bem como de determinados problemas de visão. Contudo, como acontece com todas as cirurgias, a cirurgia ocular a laser não está totalmente isenta de riscos e efeitos secundários.

Algumas complicações que podem ocorrer incluem:

Correção excessiva ou insuficiente

Nem todas as pessoas obtêm uma melhoria total da visão após a cirurgia ocular a laser. A quantidade de correção da visão pode variar dependendo de condições individuais. Poderá permanecer um erro refrativo residual, o que significa que alguns pacientes continuarão a necessitar de óculos ou lentes de contacto após a cirurgia. Nestes casos, poderá ser considerada uma nova cirurgia para corrigir o erro refrativo residual.

Alguns pacientes poderão sofrer de problemas de visão durante a condução à noite

Dificuldade de visão noturna

Algumas pessoas apresentam dificuldades relacionadas com visão noturna ou durante a condução à noite, como encandeamento e/ou halos em redor de luzes no escuro. Isto é mais comum num curto período de tempo após a operação, tendendo a melhorar gradualmente na maioria dos casos.

Visão turva

A visão pode apresentar uma névoa, sendo esta complicação mais comum em pacientes com miopia grave.

Visão dupla

São raras as queixas de visão dupla após uma correção a laser da visão, referindo-se normalmente a sombras nas imagens. Trata-se de uma característica da visão dupla, denominada no âmbito médico como diplopia, quando ambos os olhos não estão devidamente alinhados ou existe um problema em que o cérebro funde as imagens numa só.

Síndrome de secura ocular

A sensação de olhos secos e comichosos após a correção a laser da visão é relativamente comum num curto período de tempo após a operação, tendendo a melhorar gradualmente na maioria dos pacientes. Algumas pessoas consideram-no parte do processo de cura. Normalmente, é uma situação que pode ser tratada com lágrimas artificiais ou outras opções de tratamento. Os pacientes que sofram de secura ocular antes da cirurgia serão mais propensos a sofrer do mesmo após a cirurgia. Visto que a secura ocular pode causar desconforto e desfocagem, os pacientes deverão ser testados quanto a síndrome de secura ocular antes de considerarem uma cirurgia.

Podem ser utilizados colírios para tratar a síndrome de secura ocular
Podem ser utilizados colírios para tratar a síndrome de secura ocular

Ectasia corneal (inchaço da córnea)

Ectasia corneal é um termo utilizado para descrever um conjunto de condições oculares que provocam uma redução progressiva da espessura da córnea, enfraquecendo a parte dianteira do olho e criando inchaço. Estas condições incluem ceratocone, ceratoglobo, degeneração marginal pelúcida, degeneração marginal de Terrien, bem como astigmatismo pós-operatório relacionado com a correção a laser da visão.

A ectasia pode ocorrer a qualquer momento, desde imediatamente após a cirurgia ou até anos mais tarde. Caso ocorra, poderão ser necessários óculos, lentes de contacto ou até mesmo um transplante corneal para restaurar a visão. Um exame pré-operatório cuidadoso poderá reduzir as hipóteses de desenvolver ectasia após a correção a laser da visão.

Infeção

Existe uma probabilidade diminuta de desenvolver uma infeção ocular após a cirurgia ocular a laser. É importante consultar o cirurgião caso o olho fique vermelho, apresente dor ou ocorra uma perda da visão. As infeções podem ser curadas caso sejam diagnosticadas numa fase inicial, contudo, podem causar danos graves se não forem rapidamente tratadas. A administração de colírios após um procedimento poderá ajudar a prevenir uma infeção.

Complicações relacionadas com o flap

As complicações relacionadas com o flap podem ocorrer após um procedimento com a técnica LASIK, pois é criado um flap na córnea. Estas poderão incluir infeção, inflamação e deslocamento do flap. São normalmente tratadas com colírios ou através de cirurgia adicional.

Mitos e factos

Mito: as técnicas SMILE, LASIK e PRK não são cirurgias reais.

Facto: embora estas opções de tratamento demorem apenas alguns minutos utilizando lasers, tratam-se de intervenções cirúrgicas com potencial para riscos e complicações. Consulte o seu oftalmologista para obter mais informações sobre riscos e complicações.

Mito: não é necessário usar óculos após a cirurgia ocular a laser.

Facto: a grande maioria das pessoas submetidas a cirurgia ocular a laser deixa de necessitar de óculos. Contudo, em determinados casos, poderão ser necessários auxiliares da visão, tais como óculos e lentes de contacto, ou cirurgia adicional. A presbiopia, a deterioração natural da visão devido à idade, poderá também fazer com que o paciente necessite de óculos de leitura ou que efetue uma cirurgia adicional para conseguir ler letras pequenas.

Mito: todos os procedimentos são iguais; o médico é indiferente.

Facto: embora a tecnologia que suporta as diferentes opções de tratamento seja fiável, um aspeto fundamental para alcançar bons resultados na correção da visão é a qualidade da sua consulta pré-operatória e a perícia do seu cirurgião.

Mito: a tecnologia continua a evoluir, portanto, talvez deva esperar pela próxima nova opção de cirurgia.

Facto: a tecnologia continuará sempre a evoluir, mas isso não significa que os métodos atuais tenham uma taxa de sucesso inferior ou que produzam mais complicações do que novos métodos. Atualmente, todos os dispositivos utilizados no âmbito da cirurgia ocular a laser foram aprovados e clinicamente testados para garantir que são cumpridos elevados padrões de segurança e eficácia. A tecnologia evoluiu imenso ao longo da última década, encontrando-se a um nível inigualável. A Correção a Laser da Visão com as técnicas SMILE, LASIK e PRK/LASEK apresenta taxas de sucesso muito elevadas com reduzidas taxas de complicações.

Mito: sou demasiado novo ou demasiado velho para cirurgia ocular a laser.

Facto: a idade poderá ser um fator, contudo, o facto de os seus olhos serem saudáveis e possuir uma visão estável serão considerações muito mais importantes para ser elegível para a cirurgia. Uma graduação oftalmológica não costuma estabilizar até mais tarde na adolescência. No caso de pacientes mais velhos, outra consideração importante é a presbiopia, ou seja, a perda natural da capacidade para ver ao perto. Existem soluções de cirurgia a laser, tais como a Laser Blended Vision ou monovisão, capazes de compensar os efeitos da presbiopia. Consulte o seu médico para descobrir se é um candidato adequado.

Mito: a cirurgia ocular a laser é dolorosa.

Facto: praticamente todos os pacientes descrevem o procedimento como indolor. A administração de gotas de anestesia permite entorpecer completamente o olho. Durante algumas fases da cirurgia, poderá sentir pressão em redor do olho e após a cirurgia poderá existir algum desconforto, mas isto depende do procedimento e do caso específico. Um procedimento que inclua ablação da superfície poderá, por exemplo, ser mais desconfortável do que um flap ou cirurgia ocular a laser minimamente invasiva.

Custos da cirurgia ocular a laser

Qual deverá ser a importância do preço?

Se está a considerar uma cirurgia ocular a laser para corrigir a sua visão, poderão surgir perguntas comuns sobre custos: Quanto custará a cirurgia? Um tratamento mais dispendioso é a melhor opção? O meu seguro de saúde abrange a cirurgia? Há benefícios em termos de custos face a outras opções de correção da visão?

Não existe um preço padrão para cirurgia ocular a laser. O custo depende de diversos fatores. A possibilidade de o seu seguro de saúde abranger os custos da cirurgia ocular a laser depende de circunstâncias individuais.

Muitos pacientes consideram que a correção a laser da visão se trata de um investimento a longo prazo, comparando este investimento único com o dinheiro que seria normalmente gasto em óculos, lentes de contacto e produtos de manutenção.

Em conjunto, você e o seu médico poderão determinar a solução de correção da visão mais adequada para o seu estilo de vida e necessidades de visão.

O mais caro é melhor?

Ao escolher um cirurgião e uma clínica para efetuar uma cirurgia ocular a laser, há diversos fatores a considerar para além do preço. Um preço extremamente baixo ou uma comparação apenas baseada nos preços poderá não refletir todos os fatores relevantes.

O custo da cirurgia ocular a laser depende de diversos fatores:

  • Opção de tratamento
  • Tecnologia utilizada
  • Gravidade do problema de visão
  • Local
  • Cuidado antes e após a cirurgia
  • Serviços incluídos

Caso a cirurgia ocular a laser seja uma opção viável, é importante consultar o seu médico/especialista oftalmológico e a sua companhia de seguros para discutir a elegibilidade, a opção de tratamento escolhida e os possíveis riscos. Caso tenha perguntas sobre os custos ou o método, o melhor será agendar uma sessão de aconselhamento para obter mais informações. Ao escolher um médico, tenha em consideração a sua experiência e perícia. Em conjunto, você e o seu médico poderão determinar qual a melhor opção para si. É apenas possível alcançar uma decisão bem fundamentada caso todas as perguntas tenham sido respondidas.

Os custos da cirurgia ocular a laser poderão também variar dependendo das clínicas. Leia mais sobre os fatores a considerar aquando da escolha de uma clínica aqui.

Os custos da cirurgia ocular a laser podem variar entre as clínicas.
Os custos da cirurgia ocular a laser podem variar entre as clínicas.

O meu seguro de saúde abrange a cirurgia?

A possibilidade de o seu seguro de saúde abranger os custos da sua cirurgia varia de acordo com o fornecedor e região. Frequentemente, a cirurgia ocular a laser não é considerada necessária do ponto de vista médico, portanto, os planos de saúde padrão poderão não abranger os custos.

Consulte o seu médico e a sua companhia de seguros de saúde caso considere uma correção da visão. É possível que a cirurgia seja parcialmente abrangida ou fiscalmente dedutível. Alguns médicos também disponibilizam um plano de pagamentos para a tornar mais acessível.

O meu Perfil Visual Determine já os seus hábitos visuais e encontre a sua solução de lentes oftálmicas.
Localizador de Clínicas Encontre a sua clínica de eleição local

Artigos relacionados

SMILE Um guia breve sobre cirurgia ocular minimamente invasiva
LASIK Um breve guia sobre a cirurgia ocular a laser mais praticada
PRK/LASEK Um guia breve sobre cirurgia a laser na superfície do olho
O processo de cirurgia ocular a laser Se está a considerar a cirurgia ocular a laser, poderá sentir-se um pouco sobrecarregado com todas as informações. MELHOR VISÃO explica cada passo do processo, evidenciando algumas perguntas importantes a colocar ao longo do percurso.
SMILE, LASIK ou PRK/LASEK? Comparação do tratamento Descubra como as cirurgias oculares a laser se comparam
Perguntas frequentes sobre cirurgia ocular a laser Está a considerar a cirurgia ocular a laser? MELHOR VISÃO responde a algumas das perguntas mais frequentes sobre esta opção de correção da visão.
Cirurgia ocular a laser: encontrar a clínica certa Se está a considerar a cirurgia ocular a laser, é importante encontrar a opção de tratamento e clínica mais adequadas às suas necessidades individuais. MELHOR VISÃO compara todas as opções e explica como poderá encontrar a clínica certa.