Slab-off technique

Técnica Slab-off

Em alguns casos podem surgir problemas de visão em pacientes com alta anisometropia e que utilizam o campo de visão próximo. A técnica Slab-off é um método especial de polimento usado para gerar um prisma compensador de lentes multifocais e progressivas. O resultado é uma linha divisória horizontal, quase invisível, que se estende por toda a largura da lente.

1. Quando é que o Slab-off pode ser necessário?

Quando é que a técnica Slab-off é necessária?

As lentes multifocais ou progressivas produzidas com o uso da técnica Slab-off podem ser necessárias para pacientes presbíopes com anisometropia. O termo anisometropia é usado se houver uma diferença refrativa de 0,25 dpt entre o olho direito e o esquerdo.

Como ocorrem as imagens duplas
Entretanto, problemas de visão que podem surgir em pacientes com anisometropia, e que são portadores de lentes multifocais, devem ser esperados somente se esta diferença for maior do que 1,5 dpt, aproximadamente. Nesse caso, podem ser prescritas lentes com Slab-off, para que este problema seja solucionado.

2. Problemas de visão

Quando é que a técnica Slab-off é necessária?

Linha de visão através do ponto de referência principal

Quais os problemas de visão que podem ocorrer?

Quando o utilizador move os seus olhos de um lado para o outro da lente, já não olha através do principal ponto de referência (sem potências prismáticas = centro ótico), mas sim através das áreas periféricas da lente. Isto produz efeitos prismáticos, ou seja, o raio principal é desviado prismaticamente. Quando o utilizador baixa os seus olhos, a imagem intermédia fixada pelo utilizador fica acima (lentes negativas) ou abaixo (lentes positivas) do objeto real.

Imagens duplas em pacientes com anisometropia

Linha de visão fora do ponto de referência principal: o utilizador dos óculos fixa a imagem intermédia gerada

Imagens duplas em pacientes com anisometropia

Na anisometropia, as imagens intermédias geradas na frente dos olhos, olhando pela região periférica das lentes, ficam em diferentes alturas, devido aos diferentes efeitos prismáticos do olho esquerdo e do olho direito. Se esta diferença prismática de altura exceder um valor que pode ser compensado pelo utilizador, ele já não poderá usar as imagens intermédias dos olhos direito e esquerdo para formar uma imagem binocular sem problemas, ou essa faculdade será limitada.

Problemas de visão

magens intermédias com alturas diferentes para os olhos direito e esquerdo, na visão de perto, para um paciente com anisometropia

Problemas para o paciente
Nos casos extremos, o utilizador começa a ver imagens duplas. Mais frequentemente, as letras não parecem estar bem definidas e os longos períodos de leitura tornam-se stressantes. Isto pode resultar em sintomas de astenopia, como dor de cabeça ou ardor dos olhos.

Slab-off é a solução
Com a técnica Slab-off, as imagens intermédias obtidas durante a leitura com lentes multifocais têm a mesma altura, tanto para o olho direito quanto para o esquerdo. E a visão binocular sem problemas torna-se novamente possível sem esforço para os olhos.

Problemas de visão com lentes multifocais

Com lentes monofocais, é possível movimentar a cabeça

Problemas de visão com lentes multifocais

Com lentes monofocais
Nas lentes monofocais, o utilizador com anisometropia pode mover a sua cabeça para conseguir sempre olhar mais ou menos através do principal ponto de referência da lente. Desta maneira, ele evita os efeitos prismáticos e as diferenças prismáticas entre os olhos esquerdo e direito.

Com lentes multifocais

Os olhos devem ser baixados para leitura com lentes multifocais

Com lentes multifocais
O desenho das lentes multifocais, porém, obriga o utilizador a baixar os seus olhos durante a leitura. Assim, o movimento da cabeça deixa de compensar os efeitos prismáticos. Quando um paciente presbíope com anisometropia recebe o seu primeiro par de lentes multifocais, pode sentir problemas de visão durante a leitura que não tinha quando usava lentes monofocais.

expandir
recolher

3. Como funciona

Como funciona usando o exemplo das lentes bifocais

As imagens intermédias recebidas pelos olhos direito e esquerdo estão novamente à mesma altura, graças à técnica Slab-off

Como funciona, usando o exemplo das lentes bifocais

A técnica Slab-off envolve a incorporação de um prisma de compensação com base de 90° para a visão de perto na lente multifocal ou progressiva matematicamente mais negativa (lente positiva mais fraca ou negativa mais forte).

Técnica Slab-off, um prisma de compensação
Quando o utilizador olha através das zonas para perto das lentes, o prisma de compensação desvia o raio principal atrás da lente matematicamente mais negativa, na mesma medida em que o raio principal é desviado atrás da lente matematicamente mais positiva. Isto significa que os efeitos prismáticos, no principal ponto de referência para perto, são novamente os mesmos para os olhos direito e esquerdo.

Visão binocular de perto sem esforço para os olhos
Como resultado, as imagens intermédias estão à mesma altura para ambas as lentes e podem ser fixadas sem problemas e unificadas numa imagem binocular perfeita, mesmo quando o utilizador olha através das partes ou zonas para perto. A visão binocular de perto torna-se novamente possível sem esforço para os olhos.

expandir
recolher

4. Slab-off para lentes progressivas

Prisma Slab-off para lentes progressivas

Slab-off Prism for Progressives

Nas lentes bifocais, a técnica Slab-off tem vindo a ser usada há bastante tempo. Como as lentes progressivas se tornaram tão populares e praticamente substituíram as lentes bifocais em alguns países, foi necessário proporcionar uma visão binocular livre de problemas também para pacientes com anisometropia que desejam usar lentes progressivas.

Entretanto, a produção Slab-off não foi tecnicamente possível para lentes progressivas durante muito tempo. A ZEISS é atualmente o único fabricante a ser bem-sucedido na implementação deste processo extremamente intrincado. Ao contrário da produção Slab-off para lentes bifocais, a compensação das diferenças prismáticas deve ser feita não somente nos principais pontos de referência para perto, mas também nos principais pontos de referência para longe.

Diferenças prismáticas no Slab-off das lentes progressivas

Lentes progressivas sem prisma Slab-off

Diferenças prismáticas no Slab-off das lentes progressivas

Uma vez que as lentes bifocais funcionam como lentes monofocais na zona para longe, não ocorrem efeitos prismáticos quando o utilizador olha através dos principais pontos de referência para longe e, com isso, não existem diferenças prismáticas entre as lentes direita e esquerda. Nas lentes progressivas sem prisma Slab-off, a diferença prismática é nula somente nos pontos de medição prismática. Nos principais pontos de referência para perto e para longe existe uma diferença prismática nas lentes direita e esquerda, quando a potência dióptrica dos dois olhos é diferente.

Slab-off para lentes progressivas

Lentes progressivas produzidas usando a técnica Slab-off

Nas lentes com Slab-off, a diferença prismática nos principais pontos de referência para longe é removida através da lapidação de um prisma em toda a superfície de prescrição. Assim como nas lentes bifocais, a diferença prismática nos principais pontos de referência para perto pode ser compensada com a ajuda da técnica Slab-off. O prisma de compensação com base de 90° é produzido na lente matematicamente mais negativa (lente positiva mais fraca ou lente negativa mais forte).

 

As lentes progressivas com Slab-off oferecem ao paciente com anisometropia os inúmeros benefícios das lentes progressivas. Embora a borda de Slab-off dificulte a utilização das lentes na altura do ponto de medição prismática, o paciente com anisometropia continua a dispor de mais zonas de visão do que com um par de lentes bifocais.

Exemplo de potências prismáticas em uma lente progressiva:
OD +3,0; OE +5,0; Adição: 2,0

b. i. = base inferior b. s. = base superior

  Sem Slab-off
Com Slab-off
Círculo de medição para longe
R: 3.3 b. d.          L: 4.5 b. d.
R: 4.5 b. d.          L: 4.5 b. d.
Ponto de medição prismática
R: 1.2 b. d.          L: 1.2 b. d. R: 2.4 b. d.         L: 1.2 b. d.
Círculo de medição para perto
R: 4.7 b. u.          L: 7.2 b. u. R: 7.2 b. u.          L: 7.2 b. u.
expandir
recolher

5. Produção

Produção Slab-off para lentes bifocais

1. Polimento da zona para longe na frente da lente semiacabada
2. Lente semiacabada com zona para longe modificada
3. Polimento da superfície de prescrição
4. Lente bifocal com prisma Slab-off

Produção Slab-off para lentes bifocais

Requerimentos
A borda de Slab-off, que está localizada na superfície frontal das lentes bifocais e coincide com o ponto extremo do segmento, pode ser produzida somente para prismas acima de 1,5 cm/m. Isto corresponde a uma anisometropia de aproximadamente 1,5 dpt.

 

Produção
Uma camada prismática de material é removida da zona para longe na superfície frontal da lente semiacabada, produzindo uma potência prismática de base inferior.
Em seguida, a superfície de prescrição é polida. A lente semiacabada assim modificada é blocada obliquamente para que o prisma na zona para longe seja removido novamente e um prisma de base superior seja obtido na zona para perto.

Produção Slab-off para lentes progressivas

1. Lente progressiva com superfície de prescrição acabada
2. Colagem de uma lente auxiliar na lente progressiva
3. Polimento do Slab-off
4. Remoção da lente auxiliar

Produção Slab-off para lentes progressivas

Requerimentos
A borda de Slab-off, que está localizada na superfície posterior das lentes progressivas e fica aproximadamente 0,5 mm abaixo do ponto de medição prismática, pode ser produzida somente para prismas acima de 2,0 cm/m. Isto corresponde a uma anisometropia de aproximadamente 1,75 dpt.

 

Produção
A compensação da diferença prismática nas cruzes de centralização da visão para longe já é tida em consideração quando a superfície de prescrição está a ser polida. Além disso, o processo de Slab-off propriamente dito não se inicia até que o processo de polimento esteja completo. Após a colagem de uma lente auxiliar na superfície de prescrição, o endurecimento desta ligação é feito por aproximadamente 24 horas. A lente progressiva é então blocada obliquamente na sua superfície frontal, de modo a que a potência prismática necessária para a visão de perto seja polida na área inferior da superfície posterior.

Produção Slab-off - possível ou impossível?

Produção Slab-off – possível ou impossível?

Dicas para a ótica sobre as limitações da técnica Slab-off para lentes progressivas:

  • Em lentes progressivas orgânicas, não é possível produzir uma borda Slab-off suficientemente limpa, pelo que a técnica Slab-off não se aplica.
  • Não é possível usar o sistema OPTIMA nas lentes progressivas com Slab-off. Entretanto, não existe nenhum inconveniente em aplicar o OPTIMA na outra porção da lente sem prisma Slab-off, o que permite com frequência uma redução considerável da espessura, aproximando a espessura de ambas as zonas, no caso das lentes positivas.

expandir
recolher
Este website usa cookies. Cookies são pequenos arquivos de texto criados pelos websites e armazenados em seu computador. O uso de cookies é uma prática comum que permite melhorar o desempenho e a visualização dos sites. Ao navegar em nossos sites você está concordando com o seu uso. mais